***RUI BARBOSA***

***RUI BARBOSA***
"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto." (Senado Federal, RJ. Obras Completas, Rui Barbosa. v. 41, t. 3, 1914, p. 86)
Licença Creative Commons
Autorizada a reprodução para fins não comerciais desde que mencionada a fonte.

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

FELIZ NATAL!!! EXCELENTE ANO NOVO...


...com muita Paz, Alegria, Felicidade e Saúde para todos!!!

Abaixo, antigos cartões de Natal - hoje verdadeiras obras de arte.

(Clique nas imagens para ampliar)





 
Imagens extraídas da Internet

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

PORQUE ISSO NÃO É DIVULGADO???


BANCO DO BRASIL ABRE LINHA DE CRÉDITO PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA!!!

VOCÊ SABIA DISSO?

Conversando com uma pessoa com deficiência auditiva que me pediu opinião, tomei conhecimento de que o Banco do Brasil tem, desde 09 de Fevereiro de 2012, uma linha de crédito especial para financiamento de bens e serviços para pessoas portadoras de deficiência, com inacreditável taxa de juros de 0,41% ao mês. Como - por falta de divulgação - eu não tinha informação nenhuma a respeito, pesquisei o assunto e constatei que essa linha especialíssima de crédito existe e está a disposição de qualquer brasileiro deficiente, seja qual for essa deficiência. Resolvi então, não somente questionar, mas aproveitar para divulgar essa excelente "boa nova", que pode significar a redenção para muitos deficiente e até mesmo um Natal e um Ano Novo mais feliz para todos. Mas fica a pergunta: PORQUE ISSO NÃO É DIVULGADO???

 
Reprodução do site Banco do Brasil

Ministra destaca importância de linha de crédito para pessoas com deficiência

09 DE FEVEREIRO DE 2012
A ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), ressaltou a importância da linha de crédito anunciada nesta quinta-feira (09) pelo Banco do Brasil para pessoas com deficiência. De acordo com a ministra, os recursos possibilitam “uma oportunidade real para que brasileiros e brasileiras acessem produtos com tecnologia assistiva”. Rosário participou nesta manhã do lançamento do BB Crédito Acessibilidade, que integra as ações do Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência - Viver sem Limite.
A linha de crédito, com taxas de juros reduzidas, é voltada para o financiamento de bens e serviços para auxiliar na acessibilidade, independência motora, autonomia e segurança para a pessoa com deficiência. Entre os itens financiáveis estão cadeiras de rodas, andadores, aparelhos auditivos, impressora Braille, equipamentos de adaptação de veículos automotores, entre outros.
Reprodução do site Banco do Brasil
Presente na solenidade de lançamento do microcrédito, o secretário nacional de Promoção dos Direitos das Pessoas com Deficiência, Antônio José, parabenizou a iniciativa do Banco do Brasil e afirmou que a rede de produção deste tipo de produto também deverá ser fortalecida. “O Banco do Brasil abre uma grande oportunidade para as pessoas com deficiência adquirirem estes produtos de tecnologia assistiva. Além de melhorar a qualidade de vida do segmento, isso também deverá resultar em desenvolvimento da indústria inclusiva nacional”, destacou. De acordo com o secretário, são poucas as lojas no país que vendem estes produtos.
Linha de crédito - Os empréstimos poderão ser feitos por pessoas físicas com renda mensal de até 10 salários mínimos. Através do BB Crédito Acessibilidade, será possível financiar, em até 60 meses, com taxa de juros de 0,41% a.m. e sem taxa de abertura de crédito. O financiamento pode ser de até 100% do valor do bem ou serviço, com limite máximo de até R$ 30 mil por pessoa. As prestações serão debitadas diretamente em conta corrente do Banco do Brasil. A primeira prestação pode ser paga em até 59 dias.
A Portaria Interministerial n° 31, de 1 de fevereiro de 2012 apresenta a lista de bens e serviços que podem ser adquiridos pelo BB Crédito Acessibilidade. Essa lista e mais informações estão disponíveis no site www.bb.com.br/creditoacessibilidade. 
 
Assessoria de Comunicação

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Vídeo na internet questiona possível manipulação no sorteio da Copa!



Jérôme Valcke exibe o nome da Argentina durante sorteio - AFP/Nelson Almeida
Circula na internet um vídeo que aponta uma possível manipulação nos resultados do sorteio da Copa do Mundo de 2014. Nas imagens, que são acompanhadas por uma música misteriosa, são destacados alguns elementos que podem ter passado despercebidos pelos telespectadores.
Primeiro, o vídeo mostra que Cafu é o único que abre uma bolinha na frente da bancada do evento e ele, justamente, apresenta a bolinha com o nome do Brasil, país sede que obrigatoriamente é a cabeça de chave do grupo A.
Ao que parece, todas as outras bolinhas com nome dos países participantes são abertas por Jérôme Valcke, secretário-geral da FIFA, que abre a bolinha na frente das câmeras, mas desenrola o papel em um local escondido sobre a mesa, escolhendo outro papel.
Em outro trecho, Fernanda Lima, apresentadora do evento, abre as bolinhas e desenrola os papéis com as posições em que os países irão jogar na frente das câmeras.
O vídeo prossegue mostrando outras atitudes que tentam confirmar a teoria sobre manipulação. Assista abaixo e tire suas conclusões:

video


Fonte: BOL

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

MINISTRO MARCO AURÉLIO LEMBRA: ESTÃO CONFUNDINDO O REGIME SEMIABERTO (QUE É FECHADO) COM REGIME ABERTO!!!


Nesta quarta, com correção, o ministro Marco Aurélio observou que estão confundindo o regime semiaberto com o regime aberto — neste, sim, o preso pode passar o dia inteiro fora, trabalhando, e voltar para dormir na cadeia. Afirmou o ministro:
“A Justiça não age de ofício, age mediante provocação. Está havendo confusão entre regime semiaberto e aberto. No regime
aberto, há o direito do reeducando, e esperamos que todos sejam reeducas, no sentido de trabalhar durante o dia e pernoite, à noite. No semiaberto, as saídas dependem de autorização e não podem ser saída continuadas e de forma linear.”

                                                                                                                           Web

É isso mesmo! Reinaldo Azevedo já havia chamado a atenção para essa questão em post do dia 23 de novembro. Eis um resumo do seu texto:

"A prisão em regime semiaberto tem regras de vigilância que são um pouco mais relaxadas do que as do regime fechado, e os presos contam com algumas regalias de que não gozam os do regime fechado. Ocorre que há precondições. Não e a casa da mãe joana — que é no que se transformou a Papuda dos mensaleiros. Trata-se, reitero, de regime fechado também. Seria conveniente, aliás, mudar o nome. Eu classificaria assim: Regime Fechado I e Regime Fechado II — deixo à escolha se o mais severo é um ou outro. Basta definir.

                                                                                                                         Web

O que diz a Lei de Execuções Penais:
"Art. 123 - A autorização será concedida por ato motivado do juiz da execução, ouvidos o Ministério Público e a administração penitenciária, e dependerá da satisfação dos seguintes requisitos:

    I - comportamento adequado;

    II - cumprimento mínimo de 1/6 da pena, se o condenado for primário, e 1/4, se reincidente;

    III - compatibilidade do benefício com os objetivos da pena.

Como se pode ler acima, não basta pedir pra sair e dar no pé. Vejam no Artigo 123, citado — o benefício só é concedido depois de cumprido pelo menos um sexto da pena. E o preso tem de ter bom comportamento. Não pode, por exemplo, fazer comício na cadeia. A atividade exercida fora da prisão tem de obedecer aos objetivos da ressocialização.

Vamos ver… Se o Zé, por exemplo, o Dirceu, quiser sair “para trabalhar”, e se esse “trabalho” for a sua atividade de lobista, convenham… Isso não ressocializa, né? Corre até o risco de ganhar o bilhete para uma nova temporada na Papuda, sabem como é… Se, por outro lado, o Zé decidir trabalhar como jardineiro em canteiros públicos, aí pode ser. Ele teria a oportunidade de ser, finalmente, apresentado ao trabalho. Pode ser uma experiência transformadora. Imaginem a manchete: "Dirceu está trabalhando".

O PT conseguiu criar mais uma confusão e, mais uma vez, botou a imprensa no caminho errado — e esta, infelizmente, acabou caindo na conversa, inclusive a de alguns advogados dos condenados. Quando José Dirceu passar para o regime aberto, aí, sim, ele pode sair todos os dias para “trabalhar”, por exemplo. Mas tem de ser um trabalho honesto.
Por Reinaldo Azevedo.
Editado por Fernando Lemos

domingo, 1 de dezembro de 2013

Estão doentes? Chamem um médico cubano!



Foto: Blog Orlando Tambosi
 
Por Milton Simon Pires | 22 Novembro 2013
Às vezes a história tem um senso de humor doentio, não tem? Imaginem um ex-guerrilheiro e terrorista, filiado a um partido que tentou comprar todo Congresso Nacional e que faz negócios com o narcotráfico. Imaginaram? Pois bem, agora lembrem-se do empenho desse mesmo partido em levar a medicina brasileira ao fundo do poço apresentando os profissionais à população como um bando de “burgueses com raiva de gente pobre” e vejam a ironia do destino: agora, é de um médico que José Genoíno precisa!
É de algum colega meu que pode partir a orientação final de mantê-lo ou não em sua própria casa em vez de dentro de um presídio! 
Mobiliza-se agora a própria presidente Dilma falando em “aspectos humanitários” da condição de seu companheiro, não é?
Quando ela se manifestou sobre as barbaridades que vem acontecendo dentro dos hospitais públicos do Brasil?
Algum de vocês viu alguma notícia em que ela se mostrava preocupada com erros primários que os cubanos estão cometendo com os pacientes brasileiros? Eu não vi, e duvido que veja, alguma coisa nesse sentido. 
Nada pode ser mais nojento do que aconselhar uma coisa e fazer outra, não é? Revolta-se a petralhada com a idéia que teve Joaquim Barbosa de fazer Genoíno ser atendido por um médico do SUS. Por que, hein, companheiros? Do que vocês tem medo? Da temperatura ambiente dentro dos consultórios da rede pública? Da condição de higiene dentro dos hospitais ou quem sabe da superlotação nos serviços de emergências? Imaginaram vocês esse “quadro histórico do partido”, que passou por uma das cirurgias mais complexas que se conhece,esperando horas numa fila para ser atendido?
Pois bem, petralhada, é isso que todos os médicos brasileiros da rede pública assistem e sofrem todos os dias! É nisso que os soldados de Fidel Castro (disfarçados de médicos) foram metidos quando ingressaram na farsa montada por Padilha e Rogério Carvalho! 
Qual o problema agora?

Por que não pode o companheiro de vocês ser atendido no SUS?

Nada é mais urgente para o povo brasileiro do que reconhecer a covardia de vocês. A capacidade incrível de mentir eternamente pregando aos outros aquilo que abominam para si mesmos e de mudar constantemente de valores conforme o que for conveniente para que seu partido, seu “Novo Príncipe”, como dizia Gramsci, a tudo sobreviva intocado.

Não desejo a morte de ninguém nem prego nesse texto o discurso de vingança. Existe porém uma diferença gigantesca entre vingar-se e mostrar a verdade que surge com a mudança de determinadas circunstâncias históricas. É falta de caridade tripudiar sobre uma pessoa presa que passou por uma cirurgia de aneurisma de aorta? É sim, mas é covardia e falta maior ainda deixar que isso passe batido perante milhões de brasileiros doentes que vão morrer na fila do SUS esperando anos por uma cirurgia que esse bandido executou em questão de horas no melhor hospital brasileiro!

Gostaria de saber quantos leitores tem idéia do que é necessário esperar por uma cirurgia cardíaca pelo SUS e fico imaginando quantos deles tem idéia das condições em que operam os cirurgiões brasileiros nos hospitais públicos. Tudo isso fica no silêncio, não fica? Nada disso aparece na imprensa com a elegância de termos como “dieta hipossódica” e “reavaliação cardiológica frequente” que os redatores, editores ou seja lá quem for da mídia amiga escreve sobre o ilustre prisioneiro petista. Não, a morte de gente de pobre e desconhecida não vende jornal, não é mesmo?

Continuem escrevendo sobre as condições de saúde de Genoíno na prisão. Vocês estão indo bem, companheiros. Imaginem só: as pessoas já sabem “inclusive” que quem opera o coração precisa comer menos sal e controlar a pressão! Parabéns! É grande a “responsabilidade social” de vocês, hein? 
Enquanto vocês escrevem Jango é exumado e ninguém fala mais em Celso Daniel...

Enquanto vocês lembram os “mortos pela Ditadura de 1964” as pessoas agonizam por falta de hospitais em 2013...

Tudo pronto para “redescobrir” o passado, não é? Tudo preparado para uma homenagem aos “heróis” que, segundo vocês, morrendo metralhados ou de overdose (como os de Cazuza) estavam “lutando contra o sistema”...
Pois bem, termino da seguinte maneira: pouco importa se Jango foi envenenado pelos militares ou se Genoíno vai piorar com o sal da comida na cadeia. Vivos ou mortos, não foram nem jamais vão ser heróis do povo brasileiro; pertencem ao lixo da história e suas glórias devem ser cantadas para sempre em português de favela com língua presa por litros e mais litros de Coca-Cola com cachaça.

Esqueçam os médicos brasileiros. Estão doentes? Chamem um médico cubano!


Milton Simon Pires é cardiologista.
 Recebido por e-mail: NRD



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...