***RUI BARBOSA***

***RUI BARBOSA***
"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto." (Senado Federal, RJ. Obras Completas, Rui Barbosa. v. 41, t. 3, 1914, p. 86)
Licença Creative Commons
Autorizada a reprodução para fins não comerciais desde que mencionada a fonte.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

CAMINHADA DA PAZ

Você que gosta de caminhar, aproveite a oportunidade e participe da Caminha da Paz. É simples: basta caminhar junto de um monte de pessoas que comungam um mesmo ideal: 
 PAZ NO MUNDO.
E lembre-se: Caminhar faz bem à saude!!! Venha caminhar você também...

Olha a Turma da Paz aí, gente!  -  Foto Lecy Tavares


 
                                                                  Foto: Lecy Tavares


Fonte: E-mail de Lecy Tavares.

CASA VIVA, Vamos prestigiar!!!

Oi pessoal!!!
A Casa Viva está prestes a abrir as suas portas... espalhar cores e alegria pelos seus aposentos... e realizar sonhos.  Ajude a Divulgar.
Nos dias 01, 02 e 03 de dezembro das 13h às 20h ... e no dia 04  das 10h às 14h... gostaríamos de encontrá-los no Salão Social - atrás da Igreja do Rosário.


Além de sempre valer a pena visitar a CASA VIVA, esta edição terá uma parte da renda em benefício à SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE RESENDE. 
AJUDE-NOS A DIVULGAR ESSE EVENTO

Fonte: Casa Viva

sábado, 26 de novembro de 2011

Chiclé

Um divertido vídeo que mostra o que é presença de espírito.

video

Fonte: Recebido por e-mail.

A VERDADE: EU MENTÍ !!!

 .
 A verdade sobre as "torturas" durante o regime militar no Brasil, contada por uma ex-militante "torturada" de esquerda. E é uma jornalista!!! E ainda envolve diretamente o aclamado e centenário Mário Lago. Vale a pena ler!!! ESPANTOSO!!!

                                                                                          Ilustração - Walt Disney

Por Mírian Macedo - 05/06/2011

 Eu, de minha parte, vou dar uma contribuição à Comissão da Verdade, e contar tudo: eu era uma subversivazinha medíocre e, tão logo fui aliciada, já 'caí' (jargão entre militantes para quem foi preso), com as mãos cheias de material comprometedor.      
       Despreparada e 'festiva', eu não tivera nem o cuidado de esconder os exemplares  d'A Classe Operária, o jornal da organização clandestina a que eu pertencia (a AP-ML, ala vermelha maoísta do PC do B, a mesma que fazia a Guerrilha do Araguaia, no Pará).
      Os jornais estavam enfiados no meio dos meus livros numa estante, daquelas improvisadas, de tijolos e tábuas, que existiam em todas as repúblicas de estudantes, em Brasília naquele ano de 1973.
 

       Já relatei o que eu fazia como militante*. Quase nada. A minha verdadeira ação revolucionária foi outra, esta sim, competente, profícua, sistemática: MENTI DESCARADAMENTE DURANTE QUASE 40 ANOS!* (O primeiro texto fala em 30 anos. Eu fui fazer as contas, são quase 40 anos, desde que comecei a mentir sobre os 'maus tratos'. Façam as contas, fui presa em 20 de junho de 73. Em 2013, terão se passado 40 anos.)
       Repeti e escrevi a mentira de que eu tinha tomado choques elétricos (por pudor, limitei-me a dizer que foram poucos, é verdade), que me deram socos e empurrões, interrogaram-me com luzes fortes, que me ameaçaram de estupro quando voltava à noite dos interrogatórios no DOI-CODI para o PIC e que eu passava noites ouvindo "gritos assombrosos" de outros presos sendo torturados (aconteceu uma única vez, por um curto período de tempo: ouvi gritos e alguém me disse que era minha irmã sendo torturada. Os gritos cessaram - achei, depois, que fosse gravação - e minha irmã, que também tinha sido presa, não teve um único fio de cabelo tocado). 
      Eu também menti dizendo que meus algozes, diversas vezes, se divertiam jogando-me escada abaixo, e, quando eu achava que ia rolar pelos degraus, alguém me amparava (inventei um 'trauma de escadas", imagina). A verdade: certa vez, ao descer as escadas até a garagem no subsolo do Ministério do Exército, na Esplanada dos Ministérios, onde éramos interrogados, alguém me desequilibrou e outro me segurou, antes que eu caísse. 
      Quanto aos 'socos e empurrões' de que eu dizia ter sido alvo durante os dias de prisão, não houve violência que chegasse a machucar; nada mais que um gesto irritado de qualquer dos inquisidores; afinal, eu os levava à loucura, com meu enrolation. Eu sou rápida no raciocínio, sei manipular as palavras, domino a arte de florear o discurso. Um deles repetia sempre: "Você é muito inteligente. Já contou o pré-primário. Agora, senta e escreve o resto".
      Quem, durante todos estes anos, tenha me ouvido relatar aqueles 10 dias em que estive presa, tinha o dever de carimbar a minha testa com a marca de "vítima da repressão". A impressão, pelo relato, é de que aquilo deve ter sido um calvário tão doloroso que valeria uma nota preta hoje, os beneficiados com as indenizações da Comissão da Anistia sabem do que eu estou falando. Havia, sim, ameaças, gritos, interrogatórios intermináveis e, principalmente, muito medo (meu, claro).
       Torturada?! Eu?! Ma va! As palmadas que dei em meus filhos podem ser consideradas 'tortura inumana' se comparadas ao que (não) sofri nas mãos dos agentes do DOI-CODI. 

Que teve gente que padeceu, é claro que teve.  Mas alguém acha que todos nós que saíamos da cadeia contando que tínhamos sido 'barbaramente torturados' falávamos a verdade?
      Não, não é verdade. A maioria destas 'barbaridades e torturas' era pura mentira! Por Deus, nós sabemos disto! Ninguém apresentava a marca de um beliscão no corpo. Éramos 'barbaramente torturados' e ninguém tinha uma única mancha roxa para mostrar! Sei, técnica de torturadores. Não, técnica de 'torturado', ou seja, mentira. Mário Lago, comunista até a morte, ensinava: "quando sair da cadeia, diga que foi torturado. Sempre." 

     Na verdade, a pior coisa que podia nos acontecer naqueles "anos de chumbo" era não ser preso(sic). Como assim todo mundo ia preso e nós não? Ser preso dava currículo, demonstrava que éramos da pesada, revolucionários perigosos, ameaça ao regime, comunistas de verdade! Sair dizendo que tínhamos apanhado, então! Mártires, heróis, cabras bons.
       Vaidade e mau-caratismo puros, só isto. Nós saíamos com a aura de hérois e a ditadura com a marca da violência e arbítrio. Era mentira? Era, mas, para um revolucionário comunista, a verdade é um conceito burguês, Lênin já tinha nos ensinado o que fazer. 
       E o que era melhor: dizer que tínhamos sido torturados escondia as patifarias e 'amarelões' que nos acometiam quando ficávamos cara a cara com os "ômi". Com esta raia miúda que nós éramos, não precisava bater. Era só ameaçar, a gente abria o bico rapidinho.
      Quando um dia, durante um interrogatório, perguntaram-me  se eu queria conhecer a 'marieta', pensei que fosse uma torturadora braba. Mas era choque elétrico (parece que 'marieta' era uma corruptela de 'maritaca', nome que se dava à maquininha usada para dar choque elétrico). Eu não a quis conhecer. Abri o bico, de novo.
      Relembrar estes fatos está sendo frutífero. Criei coragem e comecei a ler um livro que tenho desde 2009 (é mais um que eu ainda não tinha lido): "A Verdade Sufocada - A história que a esquerda não quer que o Brasil conheça", escrito pelo coronel Carlos Alberto Brilhante Ulstra. Editora Ser, publicado em 2007. Serão quase 600 páginas de 'verdade sufocada"? Vou conferir.




Fonte: Blog de Mírian Macedo - Por email de amigo. 


quarta-feira, 23 de novembro de 2011

O Rio Preto e as Hidroelétricas - Uma solução brasileira que protege o meio ambiente

.

Este pode ser o "Ovo de Colombo" da geração de energia limpa e barata.
Noticiário da TV Rio Sul de ontem (RJ-TV 2ª Edição-22/11/2011), preocupa e abre a discussão sobre o assunto. Embora não concordemos com a construção de hidroelétricas no Rio Preto, que abrange 2 Estados (MG-RJ) apresentamos uma solução que não agride o meio ambiente e que pode ser utilizada em outras obras semelhantes. Só não entendemos porque esta invenção é ignorada - inclusive pela grande mídia - e ainda não está sendo utilizada por nossos governantes. Será por que significa menos verbas para sua construção? Será? Vejam abaixo a reportagem da TV Rio Sul e a seguir a solução da Care Electric para a questão. 



Segundo a Care Electric, empresa nacional sediada em Belo Horizonte, no caso da Usina de Belo Monte por exemplo, o custo da obra no sistema convencional custará R$ 30 bilhões, além do grande impacto ambiental causado pela inundação de vasta área que inclui inclusive aldeias indígenas. Com o sistema Care, a obra sairia por 10% desse valor (cerca de R$ 2,9 bilhões) e evitaria a inundação das áreas de floresta virgem que existem no local. Para ler mais no site da Care electric, Clique Aqui. 
No mesmo site, há uma reportagem publicada na revista "Pequenas Empresas & Grandes Negócios" (Edição de janeiro de 2010), onde é dito que: "A empresa conseguiu a façanha de se tornar a primeira no Brasil a fazer parte do ranking “Technology Pioneers”, elaborado pelo Fórum Econômico Mundial com as startups mais inovadoras do mundo e divulgado no dia 3 de dezembro do ano passado. Com o projeto de um sistema de turbinas que gera energia elétrica a partir do fluxo natural das águas de um rio, a Care conquistou a quarta posição na categoria Energia e Tecnologias Ambientais. “Mandamos uma animação para explicar o funcionamento da turbina ao comitê do Fórum porque ela ainda não é produzida comercialmente, e comprovamos todas as suas funções com um protótipo”, conta o engenheiro mecânico Wilson Pierazoli Filho, 50 anos, um dos três sócios da empresa, que conta com mais dois funcionários e está incubada no Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), desde 2007." Para ler na íntegra, entre AQUI.  
Tem ainda uma reportagem publicada na Bloomberg BusinessWeek, e reproduzida no site do CIETEC,  (Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia - ligado ao governo de São Paulo e USP) onde se lê que: "Inventor de longa data Johann Hoffmann desenvolveu uma maneira de aproveitar o poder do rio para gerar eletricidade sem construir barragens caras e ambientalmente destrutivas." (...) Agora, aos 61 anos, o eterno inventor, hoje trabalha não só para manter canais de água limpos, mas também na exploração de sua enorme energia. O objetivo: levar a eletricidade limpa para áreas com pouco ou nenhum acesso a energia. Hoffmann e seus parceiros na CARE Eletric Energia, com sede em Belo Horizonte, Brasil, criaram um sistema de turbina que gera eletricidade a partir do fluxo natural de um rio, sem a necessidade de construir uma barragem." (Clique aqui para ler na íntegra).

Sobre energia limpa, este blog já publicou uma reportagem sobre "Um poste que gera sua própia energia", mas que parece, também, ainda não foi descoberto pelas autoridades e a grande mídia. (Veja AQUI)

Abaixo, vídeo de reportagem exibida na CNN (em espanhol), animações da invenção, e de um protótipo de usina em funcionamento






Editado por Fernando Lemos

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Porque Dilma ainda não demitiu Lupi - 2


Jornalismo de alto nível. Pesquisas e argumentos perfeitos que esclarecem, e não deixam o leitor em dúvida.


Matéria de Otacílio Rodrigues

Relendo matérias em busca de erros de links e de ortografia (sim, leitores, eu sempre faço isso), me passou pela cabeça um episódio que faz parte da biografia política não-oficial da presidente Dilma.

Quem ainda se lembra de Lina Vieira, ex-Secretária da Receita Federal, que afirmou, em 2009, ter recebido um pedido da então Ministra da Casa Civil Dilma Rousseff para que ela que agilizasse (ou seja, encerrasse) investigações sobre empresas da família Sarney?

Se você lembra do caso, não deve ter esquecido que Dilma negou enfaticamente, desde o primeiro instante, que tivesse convocado Lina para uma reunião fora da agenda de trabalho, que tivesse feito o pedido e, principalmente, que tivesse havido o tal encontro.

Lina deu detalhes da sua ida ao Planalto, reproduziu os diálogos entre ela e a ministra (já pré-candidata à presidência da República), disse que entrou pela garagem do palácio a tal hora aproximada, que subiu o elevador do palácio a tal hora aproximada, que saiu do elevador e foi vista por fulano e sicrano a tal hora aproximada e que tudo deveria estar gravado nas câmeras de segurança.

Dilma (apoiada por Lula) continuou negando e quando a oposição pediu as gravações das câmeras de segurança, o encarregado do setor disse que elas já haviam sido apagadas. Um dos funcionários que viram a chegada de Lina no palácio aceitou prestar depoimento na Câmara dos Deputados, mas desistiu na última hora, alegando que estava sofrendo ameaças.

Já sabendo que Lina estava de mudança para Natal (depois de perder o cargo na Receita Federal) e que provavelmente teria dificuldade em encontrar a sua agenda do ano anterior (o encontro teria ocorrido em 2008), Lula cobrou da ex-secretária as anotações que comprovariam a data exata em que ela esteve com Dilma.
 
Enquanto a ex-secretária procurava a agenda perdida - que conteria a prova exigida por Lula -, a vida seguia o seu curso no Planalto Central, prenunciando o esquecimento do caso Lina Vieira.

Acontece que, dois meses depois, Lina encontra a sua agenda e revela as informações que Lula e Dilma duvidavam que ela tivesse. A ex-secretária da Receita fez a seguinte anotação no dia 9 de outubro de 2008, logo em seguida à reunião com Dilma:

"Dar retorno à ministra sobre família Sarney."

Lina confirmou que a reunião foi no final da manhã, próximo ao horário do almoço, fora da relação de compromissos oficiais da ministra. Detalhe: nessa data, há de fato registro no Planalto da entrada de Lina. Bingo!

E o que tudo isso tem a ver com o caso Lupi? Além das semelhanças de, digamos, conduta entre Dilma e Lupi, tem também o fato de que o PDT apoiou Dilma contra Lina Vieira, como comprova uma declaração do então senador Osmar Dias, na época pré-candidato do PDT ao governo do Paraná, que disse "acreditar na palavra da ministra, que sempre negou a reunião com a ex-secretária".

Ou seja, dois anos depois, Dilma estaria retribuindo agora o apoio do PDT - partido comandado por Lupi - durante o episódio Lina Vieira, que é, como vimos, muito parecido com o atual caso envolvendo o ainda ministro do Trabalho e o diretor de ONGs Adair Meira.

Para encerrar, reproduzo a declaração oficial da então Ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, sobre a acusação da ex-Secretária da Receita Federal, Lina Vieira, em agosto de 2009:

"Eu tenho uma relação absolutamente protocolar com a secretária. Tive esta relação ao longo do processo, tive reuniões com pessoas presentes, nunca foi sobre esse assunto e sinto muito que a secretária da Receita tenha ido a público dizer isso. A segunda questão que eu queria destacar é a seguinte: a gente não, não afirma, a gente prova. Nós não estamos na Idade Média em que se prova a veracidade de uma coisa por ênfase".

Para escrever esta matéria, utilizei as seguintes fontes: Jornal da Globo, Blog do Reinaldo Azevedo, Folha.com (só para assinantes da Folha/UOL) e Veja.
 

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

USP - Invasão liderada por estudante comunista, vagabundo e bandido.


Precisamos conhecer melhor aqueles que vão, nos dias atuais, assumindo a liderança juvenil. Será que os pais aprovariam tal liderança!!!

Rafel Ferreira Alves - Foto exclusiva: Captura de vídeo - SPTV de 08/11/2011

Vocês se lembram dêle?

É Rafael Alves, um “menino” (como diria José Roberto Burnier, da TV Globo) de 29 aninhos, uma criança mesmo! Ele é um dos líderes da invasão da Reitoria da USP. Foi o cara, aliás, que falou com a reportagem da Globo no dia em que a Polícia Militar restaurou o estado de direito no campus. No ano que vem, segundo o “Estatuto da Juventude” da Terceira Idade, da deputada Manuela D’Ávila (PCdoB-RS), ele perde o direito de fazer cocô na fralda e já pode ser considerado, ora vejam!, um adulto! Pode ganhar um peniquinho de presente!



Muito bem! Essa criança ficou sete anos na USP sem concluir o curso de Letras, morando de graça no Crusp e comendo no bandejão a R$ 1,90. A classe operária não tem essa regalia, como sabem. Ela subsidia a pança dos folgados. A Universidade oferece almoço, janta e café da manhã. Tudo pago pelo contribuinte. Esse infante acabou jubilado. O “menino” fez o quê? Prestou vestibular de novo e voltou ao primeiro ano e agora tenta recuperar o “seu” apartamento. Quem sabe para passar os próximos oito anos na USP, morando e comendo quase de graça.



Pois bem. Os links abaixo remetem a páginas do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Segue a lista de inquéritos em que este poeta libertário é réu. O primeiro deles diz respeito à invasão da USP. Há de tudo: dano ao patrimônio, lesão corporal, injúria, até crime contra o meio ambiente. Essa juventude rebelde é fogo!
 
0023563-10.2011.8.26.0011
Auto de Prisão em Flagrante / Dano Qualificado
Indiciado: Rafael Ferreira Alves
Recebido em: 09/11/2011 - 1ª Vara Crim.e do Juiz.Viol.Dom. e Fam.Cont.Mulher
0015002-94.2011.8.26.0011
Inquérito Policial / Dano Qualificado
Autor do Fato: Rafael Ferreira Alves
Recebido em: 11/07/2011 - 1ª Vara Crim.e do Juiz.Viol.Dom. e Fam.Cont.Mulher
0015006-34.2011.8.26.0011
Inquérito Policial / Injúria
Autor do Fato: Rafael Ferreira Alves
Recebido em: 11/07/2011 - 1ª Vara Crim.e do Juiz.Viol.Dom. e Fam.Cont.Mulher
0000173-11.2011.8.26.0011
Inquérito Policial / Lesão Corporal
Autor do Fato: Rafael Ferreira Alves
Recebido em: 06/01/2011 - 1ª Vara Crim.e do Juiz.Viol.Dom. e Fam.Cont.Mulher
0024637-36.2010.8.26.0011
Inquérito Policial / Crimes contra o Meio Ambiente e o Patrimônio Genético
Autor do Fato: Rafael Ferreira Alves
Recebido em: 12/11/2010 - 1ª Vara Crim.e do Juiz.Viol.Dom. e Fam.Cont.Mulher

Eu entendo Rafael. Como ele é contra o “estado burguês explorador”, decidiu, então, explorar o estado burguês — sustentado pelos trabalhadores, né?, como diriam os marxistas.

Por Reinaldo Azevedo - 10/11/2011

Fonte: Por email de amigo.

domingo, 13 de novembro de 2011

QUARTETO CLÁSSICO... ALGO QUE VOCÊ NUNCA VIU!!!

Tem Mozart e músicas de outros compositores interpretadas de modo muito engraçado.
 Aguarde carregar. É questão de segundos... Vale a pena assistir tudo. Pena que uma hora acaba!
Uma resposta às mediocridades recentemente apresentadas pela Rede Globo no programa "Profissão Repórter" sobre os "fenômenos" da internet  (O vergonhoso "O pintinho piu" e outros).


Bom domingo à todos!!!

Fonte: Email do amigo Norival. Mui amigo...

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Árvore de Natal? Porque não?

Resende poderia ter a maior Árvore de Natal natural do Brasil

O pinheiro. Árvore de Natal natural sugere decoração - Porque não?

Passei novamente por baixo dele hoje e comparei esse enorme pinheiro ao lendário Timburibá. Sua localização previlegiada, bem na saída da ponte Tácito Viana Rodrigues - único acesso do Centro para o Campos Elíseos, me fizeram imaginar como seria se aproveitassem essa beleza natural, e o tornassem o símbolo do nosso natal. Bem iluminado e decorado - para ser visto inclusive durante o dia - seria, sem dúvida nenhuma, uma atração espetacular. Isso sem falar que no terreno que o circunda, um presépio também poderia ser montado sem grandes dificuldades e com uma visão magnífica. Juntando-se a isso, a iluminação com pequenas lâmpadas das árvores da orla... E teríamos uma atração que certamente traria visitantes até de outras cidades, com certeza. Porque não fazer? Ainda dá tempo!!! É só querer.
Apenas para relembrar: Em 2006, a prefeitura resolveu "enfeitar" a cidade para as festas de fim de ano. E vejam nas fotos abaixo, o que o governo da época (Silvio de Carvalho) deu de presente aos resendenses. É inacreditável, mas as fotos não me deixam mentir. Veja se você consegue enxergar uma árvore de natal na foto:
Foto feita em 15/12/2006
  Não conseguiu ver uma árvora de natal aí? Olhe bem... Não é o pinheiro não!!!  Tem uma outra... Veja abaixo, o detalhe:

Árvore de Natal  - 15/12/2006
Pois é... Essa foi a árvore de natal de Resende em 2006. E no pé do pinheirão!!! Será que só eu percebí essa falta de criatividade? Pois bem, a coisa não para por aqui não. Em fevereiro de 2009, na Câmara Municipal foi feita a apresentação do projeto Urbano Humano. Naquele dia, passei pessoalmente ao atual prefeito (José Rechuan, Jr.) a idéia de se aproveitar o pinheiro para Árvore de Natal. Ele gostou, chamou  um assessor e me pediu que lhe explicasse tudo direitinho. O rapaz (não sei o nome) adorou. Mas... ficou nisso. Passou o natal de 2009, 2010 e colocaram uns refletores ridículos no pinheiro que fizeram apenas destacar a árvore à noite. Nada de iluminação e enfeites natalinos como sugerido. Mas o assunto não para por aqui não. No natal passado (2010), fizeram uma árvore de natal flutuante no rio Paraíba. Conseguiram gastar uma fortuna com um "enfeite" que quase ninguém viu. Um trabalho perdido. Vejam nas fotos abaixo (se é que dá pra ver):

Árvore de Natal flutuante - 27/12/2010

Árvore de Natal flutuante - 27/12/2010

Árvore de Natal flutuante - 27/12/2010
Conseguiu ver a árvore de natal flutuante? Linda não é?!?! Eu diria "exuberantemente ridícula!". Fiquei sabendo (e é verdade ) que iluminaram toda a Ponte Velha com lampadinhas, mas que em menos de meia hora, vândalos cuidaram de destruir tudo. E as luzinhas não se acenderam mais. Pois é, aí já não é mais culpa do prefeito, né? Mas essa já é uma outra questão ligada a educação e segurança. O que importa é repetir que ainda dá tempo Sr. Prefeito! Basta querer! 
Sem se esquecer de que o Natal de 2012,  pode ser o da despedida. A hora é agora!!!
O pinherão em agosto de 2006 - Como será que ele ficaria todo iluminado?
E o que tem a ver o Pinheirão com o Timburibá? O Timburibá é uma lenda (leia Aqui e Aqui). O Pinheirão pode se tornar uma também.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Rio de Janeiro - Manhã de 31/10/2011

Fotos espetaculares da manhã do dia 31/10/2011 feitas no Rio de Janeiro



Recebi de meu amigo Norival Ribeiro Duarte, uma sequencia de fotos com esse tema. Essa e as outras fotos, podem ser vistas clicando AQUI.

Fonte: Email do Norival.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Virada Cultural "A la" Fernando Lemos

Sabiá-laranjeira dá um showsinho no "quintal encantado" da Vila Julieta


Fonte: Fernando Lemos

1919: Campanha contra o álcool.

Em 1919, uma campanha a favor da proibição do álcool nos EUA mostrava a foto abaixo:
"LÁBIOS QUE TOCAM BEBIDA, NÃO TOCARÃO OS NOSSOS"
Olhando BEM para ELAS, responda:
 
VOCÊ ACHA QUE ALGUÉM PAROU DE BEBER???
Fonte:Recebido por e-mail.
 

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

ESPERAVA-SE UMA COMOÇÃO NACIONAL...



                                                             Foto: Blog Seu Anônimo


Não há notícias de romeiros chegando a São Bernardo do Campo. Não espocaram novenas nas missas dominicais e nem romarias aos santuários populares. Nem mesmo a tag "Força Lula" decolou no twitter, mesmo disseminada por políticos de primeira grandeza e por jornalistas e blogueiros chapa-branca.

Nem mesmo o papa mandou uma carta, mas apenas um recado educado de pleno restabelecimento através do embaixador.

Ao contrário: a exigência nas redes sociais que não podem ser censuradas por uma imprensa cínica foi que Lula seja tratado como um comum mortal, agora ainda mais mortal, recebendo o seu tratamento em algum hospital do SUS, onde, segundo ele, “a saúde é quase perfeita" ou em alguma UPA tão fantástica que “até da vontade de ficar doente para usar".

O clamor foi tão grande que a imprensa reagiu, tratando o fato como covardia, desumanidade, insanidade, creditando tais manifestações aos instintos mais selvagens de uma minoria de trogloditas virtuais. Censurou as manifestações e deu espaço apenas para as análises comportamentais equivocadas.

A verdade tirada do episódio é que Lula não é a unanimidade que pregam. Também é verdade que Lula está pagando o preço da sua gabolice e arrogância ao fazer afirmações mentirosas sobre a Saúde no Brasil, verbalizadas na forma de tiradas de efeito para obter dividendos políticos e eleitorais.

Mais verdade ainda é que a imprensa e a militância petista esperavam e desejavam uma comoção nacional. Ela não houve e talvez a maioria silenciosa até concorde com os que se manifestam pelo tratamento de Lula no SUS, sintetizando nesta metáfora a revolta contra o político e também contra o homem que sempre usou a aura de pobrezinho para tornar-se um dos mais ricos homens públicos do Brasil.

A verdade, a grande e inquestionável verdade, é que Lula está tendo um caríssimo tratamento pago pelos contribuintes cancerosos anônimos que esperam mais de 70 dias por quimioterapia e mais de 120 dias por radioterapia nas filas do SUS. Sabe o que é revoltante? É ver uma imensa junta médica dizendo que Lula vai se salvar porque houve um rápido diagnóstico e o tratamento começou imediatamente.

É contra isso que as pessoas estão revoltadas, por ver o pretenso pai dos pobres ser tratado como um imperador.

Esperava-se uma comoção nacional. Há motivos para que ela não tenha ocorrido, por mais que colunistas, blogueiros e jornalistas não aceitem investigar com isenção e sem preconceitos os motivos que despertaram este sentimento de justiça e de igualdade expresso por boa parte da população brasileira.

É mais fácil censurar e ficar perplexo ante a "maldade" de certas pessoas do que investigar o que existe por detrás deste desejo de que Lula tenha um tratamento isonômico para o seu câncer, igual ao de um Silva qualquer.

As pessoas não estão sendo más. “Elas estão sendo apenas justas neste país cada vez mais injusto.”

 José Geraldo Sonvenso

"Toda vez que um justo grita, um carrasco vem calar. Quem não presta fica vivo, quem é bom, mandam matar". (Cecília Meireles)


Fonte: Por e-mail.

sábado, 5 de novembro de 2011

Égua é sacrificada a golpes de marreta e ponteiro.

.
.
Reportagem da TV Rio Sul sobre o caso do animal sacrificado pela Prefeitura de Pinheiral -RJ.



O que aconteceu em Pinheiral dia 1º de Novembro de 2011, foi um ato de uma crueldade injustificada, e que coloca o autor, funcionário da prefeitura, na condição de ser comparado aos piores criminosos que se conhece. Ele cometeu um crime hediondo, triplamente qualificado: Sem dar chance de defesa à vítima, por motivo fútil, com requintes de crueldade e premeditado. Abrir "sindicância", como diz o prefeito, é pouco. Os autores, além de demissão sumária, já deveriam estar na cadeia.

Abaixo, o vídeo do crime.
ATENÇÃO!!! Esta postagem tem finalidade puramente jornalística.
ATENÇÃO!!! Cena fortíssima e extremamente chocante.
ATENÇÃO!!! Vídeo desaconselhado para pessoas sensíveis e crianças.
De acordo com Ronaldo de Paula dos Anjos, autor do vídeo, "Para garantir feriado tranquilo funcionário da prefeitura de Pinheiral sacrifica egua a golpe de marreta e ponteiro ao invez de chamar um veterinario para avaliar o animal, assista o video e veja o requinte de crueldade." A égua havia sido atropelada e caiu machucada na rua. O fato se deu em Pinheiral (RJ) e revoltou a população. Segundo informações, o animal foi enterrado ainda com vida em um terreno próximo à rua.

REAFIRMO: Esta postagem tem finalidade puramente jornalística. Desaconselhada para pessoas sensíveis e crianças!!!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...